Startup portuguesa criou gel que acelera cicatrização

A startup biotecnológica Exogenus Therapeutics quer revolucionar a forma como se tratam feridas crónicas

A startup biotecnológica Exogenus Therapeutics quer revolucionar a forma como se tratam feridas crónicas provocadas por doenças como a diabetes ou hipertensão arterial e, para tal, desenvolveu um gel que deriva de vesículas secretadas pelas células estaminais do cordão umbilical e promete melhorar a cicatrização de feridas e cortes na pele de pessoas acamadas, nos pés de doentes diabétcos e em feridas crónicas.

Fundada pelos investigadores Joana Simões Correia e Ricardo Neves, e pela gestora Luísa Marques, a biotecnológica está incubada no Biocant Park – Centro de Inovação em Biotecnologia, em Cantanhede (Bairrada).