Liga dos Bombeiros não transportará doentes ao preço proposto pelo IPO

O Conselho das Federações da Liga dos Bombeiros Portugueses decidiu não aceitar transportar doentes ao preço proposto IPO

O Conselho das Federações da Liga dos Bombeiros Portugueses decidiu, após reunião, não aceitar transportar doentes em viaturas dedicadas para o efeito ao preço proposto pelo Instituto Português de Oncologia (IPO).

Em declarações à agência Lusa, Jaime Marta Soares disse que “ficou decidido, por unanimidade, que ninguém aceitaria fazer transportes por menos de 51 cêntimos ao quilómetro“, o valor praticado atualmente.

O Presidente da Liga dos Bombeiros acusa o IPO de Lisboa de “inventar arbitrariamente e sem sustentação legal” uma proposta para descer o preço para os 36 cêntimos ao quilómetro para as viaturas dedicadas ao transporte de doentes não urgentes.

O acordo com o Governo seria de 51 cêntimos, qualquer que seja o tipo de viatura. Jaime Marta Soares salientou ainda que a circular divulgada pelo IPO de Lisboa prevê que os bombeiros passem também a “pagar estacionamento nos parques” daquele hospital após um certo período de tempo.

A Liga dos Bombeiros já pediu uma reunião à administração do IPO.