Conselhos e cuidados para os idosos neste verão

Com a chegada do verão e o aumento considerável da temperatura, os cuidados devem ser redobrados em alguma faixas da população

Com a chegada do verão e o aumento considerável da temperatura, os cuidados devem ser redobrados em alguma faixas da população. Em nota informativa publicada pela mediotejo.net, Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, lembra que esta é uma situação perigosa, uma vez que o excesso de calor provoca com frequência a desidratação e a descompensação das doenças crónicas, atingindo em especial as crianças e pessoas idosas, doentes ou acamadas.

Durante esta época devem ser tomadas algumas precauções.

Os idosos devem:

● Ingerir líquidos frescos com frequência, em especial água e sumos naturais de fruta (evitar bebidas com açúcar e alcoólicas);

● Beber pelo menos 1,5 litros de água por dia, em intervalos regulares;

● Fazer refeições mais frequentes (5-6 por dia), leves e pouco condimentadas;

● Vestir roupa leve, larga e fresca, adequada ao Verão;

● Evitar fazer atividades físicas, saídas ou exporem-se ao sol nas horas de maior calor, isto é, entre as 11 horas e as 17 horas;

● Usar menos roupa na cama;

● Pulverizar com água a face e todas as partes descobertas do corpo (podem usar um nebulizador de água).

Mantenha o local onde os idosos se encontram o mais fresco possível:

● Durante o dia, feche as janelas e as persianas (ou portadas), enquanto a temperatura exterior for superior à interior, para não entrar ar quente;

● Ao entardecer, quando a temperatura exterior for inferior à interior, abra as janelas provocando correntes de ar para arrefecer a habitação;

● Se possível, à hora de maior calor, lance água nos terraços, varandins, telhados e outras superfícies envolventes da habitação;

● Escolha a divisão mais fresca para a permanência dos idosos durante a hora de maior calor;

Se nas divisões da casa onde permanecem pessoas idosas a temperatura ambiente for superior a 25º, use ventoinhas para facilitar o arrefecimento;

● Se houver sistema de climatização (ar condicionado), mantenha a temperatura ambiente agradável, não superior aos 25º centígrados.

SINAIS DE ALERTA  

Modificação do comportamento habitual, grande fraqueza e/ou fadiga, dificuldade recente em se mobilizar, tonturas, vertigens, perturbações da consciência, convulsões, náuseas, vómitos, diarreia, cãibras musculares, temperatura corporal elevada, sede e dores de cabeça.

Caso  tenha  dúvidas  ou  precise  de  esclarecimentos  adicionais,  contacte  o Médico de Família ou o Serviço Saúde 24 (Tel. 808 24 24 24).