Pets robots para evitar a solidão dos idosos

Estudantes de engenharia e design da Universidade de Cincinnati estão a encontrar uma solução para os animais automatizados

Estudantes de engenharia e design da Universidade de Cincinnati estão a encontrar uma solução para os animais automatizados do mercado, querendo que estes sejam cada vez mais parecidos com animais de estimação de verdade.

O recente estudo da revista Aging and Mental Health revela que adultos e idosos que possuem animais de estimação sentem-se menos solitários. Numa amostra de 830 pacientes de cuidados primários da terceira idade, revela que os que possuíam animais de estimação eram 36% menos propensos a relatar solidão.

Os pets robots contarão com funções de segurança para idosos, como uma coleira inteligente, comunicação com parentes próximos, alertas em caso de quedas, acidentes e monitorização cardíaca.