Emprego cresceu mais entre os mais velhos em Portugal

De acordo com o Relatório Anual Sobre Emprego e Formação Profissional 2018, o emprego cresceu mais entre os trabalhadores dos 55 aos 64 anos

De acordo com o Relatório Anual Sobre Emprego e Formação Profissional 2018, o emprego cresceu mais entre os trabalhadores dos 55 aos 64 anos.

No início de junho o Secretário de Estado do Emprego apresentou aos parceiros sociais um ponto de situação do mercado de trabalho português, no qual dava conta que, desde 2015, foram criados 150 mil empregos para trabalhadores entre os 55 anos e os 64 anos, o que representa um considerável aumento de 22,2%. Esta situação é justificável pelo mesmo pela questão do envelhecimento demográfico e pela diminuição do universo de desempregados que possibilita às empresas “absorver” trabalhadores mais velhos.

Em termos globais, o volume de emprego em 2018 atingiu o valor mais elevado dos últimos nove anos, com mais de 4,6 milhões de pessoas empregadas.