Prémio João Lobo Antunes atribuído a estudo sobre doentes com Parkinson

O Prémio João Lobo Antunes 2019 foi atribuído a uma proposta de estudo em doentes de Parkinson com problemas de marcha após cirurgia de estimulação cerebral realizado pela investigadora Ana Raquel Barbosa

Santa Casa da Misericórdia de Lisboa 
Tel.: +351 213 235 000 · Fax: +351 213 235 060
secretaria-geral@scml.pt · www.scml.pt

O Prémio João Lobo Antunes 2019 foi atribuído a uma proposta de estudo em doentes de Parkinson com problemas de marcha após cirurgia de estimulação cerebral realizado pela investigadora Ana Raquel Barbosa. A investigadora que está a fazer o internato médico em neurologia no Hospital Egas Moniz, em Lisboa, foi galardoada com um incentivo que tem o nome do neurocirurgião João Lobo Antunes e que é promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O próximo passo de Ana Raquel Barbosa passa por realizar, num prazo de dois anos, um estudo clínico em colaboração com o Hospital de Santa Maria com doentes de Parkinson que desenvolveram problemas de marcha após se terem submetido a uma cirurgia de estimulação cerebral profunda, cirurgia esta que normalmente melhora a qualidade de vida das pessoas com esta patologia neurodegenerativa progressiva. Assim, pretende-se identificar fatores associados a aumento de risco de alterações na marcha, avaliando em doentes, fazendo uma análise biomecânica ao movimento através de sensores colocados nas pernas dos doentes e posteriormente submete-los a estimulação cerebral de baixa frequência para ver se se registam melhorias.

O júri desta edição do Prémio João Lobo Antunes foi presidido por Maria Alexandra Ribeiro, vice-presidente da Comissão de Ética para a Investigação Clínica, e teve, além de representantes desta comissão, elementos da Ordem dos Médicos, do Conselho Nacional de Saúde, do Conselho Nacional de Centros Académicos Clínicos e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.