Burlão volta a enganar idosos

A PSP deteve a 21 de maio, em Loures, um homem com 46 anos de idade por suspeitas da prática do crime de burla…

A PSP deteve a 21 de maio, em Loures, um homem com 46 anos de idade por suspeitas da prática do crime de burla, dando cumprimento a um mandado de detenção emitido pelo Ministério Público (MP). Segundo um comunicado emitido pelas autoridades, o suspeito foi detido depois de se terem registado diversas burlas na freguesia de Odivelas, assim como noutras áreas da cidade de Lisboa. As vítimas eram, na sua maioria, pessoas vulneráveis em termos de idade, sendo que a quantia monetária astuciosamente subtraída em alguns casos, deixava as mesmas em difíceis condições económicas.

O suspeito apresentava-se às vítimas como sendo funcionário da Junta de Freguesia e informava que era responsável por tratar de um cartão que daria acesso gratuito a medicamentos adquiridos em farmácias. Segundo a história do burlão, para terem acesso a esse mesmo cartão, as vítimas tinham de pagar um certo valor que o homem alegava ser ressarcido depois de emitido o mesmo, o que nunca acontecia. O detido já tinha diversos antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime e até já tinha cumprido pena de prisão efetiva pelos mesmos. Neste momento estava em liberdade condicional. Depois de presente a interrogatório judicial, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão efetiva.