Projeto EuroAGE promove envelhecimento ativo em Portugal e Espanha

O projeto EuroAGE – “Iniciativas inovadoras para a promoção do envelhecimento ativo…

O projeto EuroAGE “Iniciativas inovadoras para a promoção do envelhecimento ativo na Região EUROACE” arrancou em abril de 2017 com a assinatura do acordo entre as entidades envolvidas e desenvolve-se até 2020. Esta é uma iniciativa que promove o envelhecimento ativo com a atividade física, cognitiva e emocional, para melhorar a qualidade de vida e aumentar a esperança de vida saudável, tendo por base o conhecimento científico e técnico de ambos os países. O EuroAGE abrange a Eurorregião EUROACE (região do Alentejo e Centro de Portugal e da Comunidade Autónoma da Extremadura) e é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) em 75% através do Programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020.

Com um custo total de 1,2 milhões de euros e um financiamento do FEDER de 919 mil euros, este projeto tem 2 áreas: uma associada à robótica e outra associada à literacia e ao desenvolvimento de jogos para a função cognitiva, estimulação física e interação social. No início do projeto houve um levantamento no terreno das necessidades da população idosa, com os técnicos a estudar de que forma é que estas tecnologias podem ser uma mais-valia para as instituições e para as pessoas que trabalham diretamente com os idosos. E neste momento estão a ser desenvolvidos conteúdos informativos que ajudem a esclarecer a importância da estimulação cognitiva e física para que as pessoas se mantenham autónomas durante o máximo de tempo possível. Também estão em fase de implementação jogos de treino associados à estimulação cognitiva que estimulem e reforcem a autonomia dos idosos nas atividades do dia a dia.

Este projeto envolve os Institutos Politécnicos da Guarda e de Castelo Branco, a Universidade de Coimbra, o Centro de Cirurgía de Mínima Invasión Jesús Usón (Cáceres), o Cluster Sociosanitario de Extremadura-Cáceres e a Universidade de Extremadura (Espanha). Este projeto implica a distribuição de 30 dispositivos com os jogos que estão a ser desenvolvidos para a parte física e para a estimulação cognitiva.